Estreia com o pé esquerdo

FERNANDO SILVA [@Fernando_Silva7]
de Sumaré

A chegada de Rubens Barrichello à Globo oficialmente rendeu piadas nos bastidores. Na festa organizada pela emissora ontem à noite, que aconteceu no Credicard Hall, em São Paulo, o piloto foi apresentado como novo comentarista das transmissões de F1 ao lado de Galvão Bueno e Reginaldo Leme. Para a introdução, resolveram colocar Barrichello dentro de um carro de corrida.

O carro preparado para Rubens entrar no palco falhou na hora H (Foto: Instagram)

Só que o monoposto morreu duas vezes até que Rubens conseguisse chegar ao palco da festa. Segundo Mauricio Sytcer, colunista do UOL, o comentário recorrente entre os convidados foi de que Barrichello “já começou quebrando”.

A estreia de Barrichello, como antecipado pelo Blog de Victor Martins, acontece na quarta etapa do campeonato, o GP do Bahrein. Sua presença é garantida em pelo menos dez etapas do campeonato deste ano, que já teve duas disputadas, na Austrália e na Malásia. O líder é Sebastian Vettel.

Tags: , , , , , , ,

26 respostas para Estreia com o pé esquerdo

  1. Bruna disse:

    E o Luciano Burti? Vai sair?

  2. Andre disse:

    Esse é o carro da extinta F-Futuro?

  3. pedro disse:

    Alguem sabe que carro eh esse?

  4. Anselmo Coyote disse:

    A RG gosta de porcaria, isso não é novidade. E faz muito sucesso com elas, o que também não é novidade. Mas, eu receio que desta vez ela vai se dar muito mal. A começar pelas restrições que serão obrigatórias a determinados comentários sobre lances importantes da corrida. Em segundo lugar pela falta de carisma e, pior ainda, pela cara de b*nda que esse rapaz tem. Em terceiro pelas piadinhas que ele faz e que só ele ri. Sob todos os aspectos, acho que foi um tiro no pé. Tomara que não, afinal ter a quem cornetar vale ouro.
    Abs.

    • Andersson disse:

      Nossa. Isso não pode ser somente inveja. Tá com cara de “malcomidice”.

    • Cláudio disse:

      Concordo plenamente! Foi uma péssima escolha, até porque o Luciano Burti estava muito bem.

      Eu poderia fingir ser politicamente correto e discordar, mas aprendi que, se não é parte da solução, é parte do problema, por isso minha opinião não é para os outros ouvirem, é para definir o que verdadeiramente penso e sou. O Risco fica para quem pensar o contrario. Cada um com suas “mazelas”

      • Harlan Rodrigo disse:

        Mas quem não vai às transmissões vai ser Reginaldo Leme. Até onde foi divulgado, Burti continua em todas etapas, exceto quando coincidir com a Stock…

        • Ricardo Jimenez disse:

          O contrário, Harlan… Esse erro de informação tá circulando aqui nos blogs do GP faz tempo mas quem faz mais corridas durante o ano é o Reginaldo. Todos participam do revezamento mas ele é quem fará o maior número de provas, seguido por Burti e depois Rubinho.

    • Julio disse:

      Vc causa nauseas inveja pura o rubinho esta acima de Tudo isto .

  5. iGOR BdA disse:

    Agora que nunca mais assisto transmissão da Globo. Viva a internet banda larga!

  6. Ricardo disse:

    Acho de um mau gosto tremendo essas piadinhas com o Barrichello, parece dor de cotovelo. Um profissional competente, com certeza sabe mais de formula 1 que os outros dois comentaristas e acho que está acima do nível da globo, talvez não chegue nem ao fim das dez etapas, por não suportar o clima de trabalho entre estrelas de brilho efêmero, e desnecessárias à cultura popular.

    • Luiz disse:

      Pois é, Ricardo. Os brasileiros em geral só valorizam os que dão muito certo, e desprezam qualquer outro abaixo disso. O fato de ele ter ficado 19 anos onde apenas os melhores podem sonhar em chegar, já mostra que ele não é um incompetente. Mas o povo adora falar mal, como se eles fossem grande coisa! Quero ver eles correrem mesmo de kart, e ainda mais com chuva, pra tentarem imaginar o que seria correr num fórmula 1, que é infinitamente mais difícil. Aí talvez eles dessem algum valor a qualquer piloto que já sentou num cockpit de F1.

      • Robson disse:

        Concordo com o que você disse. Falam muito mal de Rubens e não sei porque. Assisto F1 a 30 anos e um piloto ficar 19, o cara não pode ser ruim. Isso é normal de brasileiro, falar mal da vida alheia, inveja e dor de cotovelo. O Brasil na F1 morreu com Senna, Barrichello não é piloto de ponta como alguns, mas pilota bem, e como comentarista eu penso que ele se dará bem. Somente não sei se ele aguentará ficar tanto tempo trabalhando ao lado do Galvão, que aparentemente é chato e dificil de lidar. estou esperando com entusiasmo a estreia de Rubens.

        • luiz alberto disse:

          Que continuara a ser no máximo segundo na equipe.
          Deve ser a maldição do deus da velocidade para quem entrega corrida ganha por pura falta de hombridade.

  7. Cláudio disse:

    Essa mediocridade é típica da globo e de seus telespectadores, na verdade, praticamente de toda TV aberta brasileira. Nivelar por baixo, elevar o medíocre e vulgar, devido apenas a “Fama”.

    Não julgo aqui a capacidade do Rubens nas pistas, foi mediano e será sempre visto como mediano, no máximo. Mas como apresentador (ou entrevistado) já deu provas de ser um boboca, quase retardado. O pior é saber que o Luciano Burti, esse sim competente, vai sair para da lugar a uma caricatura dessa.

    Assistir F1 agora ficou mais irritante, somente uma surpresa quase “divina” vai transformar a “atuação” de Barrichello em algo audível e proveitoso.

  8. Ivan Kalichevski disse:

    Que seja bem vindo Barrichelo…

    Pra melhorar só falta dispensar o Galvão de todas as transmissões de F1. Fala muita besteira e acha q sabe muito.

    Transmissão com Reginaldo, Burti e Barrichelo seria tudo de bom para os que gostam de acompanhar o esporte.

  9. Julio disse:

    Luis parabens pelo seu comentario o. Rubinho ficou 19 Anos na categoria Mais Concorrida do Mundo e tem um monte de burros que falam mal dele. So nao foi campeao porque somente uma vez teve carro para vencer mas a Ferrari so pensava no Schumacher rubinho e um grande piloto e so de entrar na f1 ja e uma Vitoria imagine ficar la 19 Anos. Parabens rubinho.

    • José Augusto Rocha F° disse:

      E na Brawn, a equipe também só pensava no Button? Brasileiros pachecos…
      Mudando de assunto, acredito que será um bom comentarista. Mas que não invente de ficar fazendo piadas.

      • luiz alberto disse:

        José Augusto parabens essa Pachecada parece ser tão babaca quanto ao referido atual segundo posto nas transmissões de automobilismo da RGT,pois o exemplo de Hamilton não serve para eles verem que Buááááriquello ou não tinha qualidade para ser campeão ou não tinha a perssonalidade de vencedor,ou seja durante muitos anos pilotou o melhor carro da F1 e não conseguiu se impor se era assim tão bom mesmo.
        Quantos carros a FIAT dona da Ferrari vende na Alemanha?
        Será mais que no Brasil????
        Quem era o decendente de italianos, o Shumi ????
        Meus amigos Pachecos,este atual comentarista nunca foi um piloto com capacidade para ser campeão,somente um bom piloto que a RGT quis promover a idolo por total falta de um verdadeiro como os anteriores campeões,mas pela longa vivência na F1 tem a obrigação de ser um comentarista que sabe o que diz.

  10. Paulo - BH-MG disse:

    Rubinho merece todo nosso respeito e admiração. Ele fez as escolhas dele e foi bem naquilo que se propôs a fazer, ou seja, já que não pode ser campeão do mundo, por definição da Ferrari, que ganhe bastante dinheiro, pois o merecerá.

    Fico com pena porque terá que escutar as asneiras e indelicadezas do Galvão. Aí é dolorido.

  11. wagner disse:

    Como voces pseudos jornalistas, com essas matérias maldosas, pura hipocresia e despeito, para com a Rede Globo,a qual não traz nenhum benefício para os brasileiros, mas o Rubens não merece isso, ele esta muito acima disso, péssima reportagem, mas que condiz com o Q.I. de voces aí = ameba acéfalos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.