Push e o congestionamento

CURITIBA | A introdução do uso do push-to-pass no treino classificatório da Stock Car para 2012 foi vista com certa cautela pelos pilotos de início. É claro que a intenção da regra é melhorar o espetáculo, embaralhar os pilotos favoritos no grid. Isso porque a cada etapa a direção de prova estabelece um número x de acionamentos, que é divido entre classificação e corrida. E o piloto decide se quer usar parte desses acionamentos na classificação ou não.

Para a rodada deste final de final de semana, a direção de prova em Curitiba autorizou 12 acionamentos, ou seja, seis para o treino decisivo e seis para a corrida. Dos 32 pilotos do grid apenas oito descartaram o uso do recurso e vão com o número total para a corrida. Acontece que no treino de hoje essa imensa diferença entre os que usaram e os que não usaram criou um enorme congestionamento na pista, sobretudo no Q1, quando todos vão juntos à pista.

Explicando, o cara que tem o push aciona, faz a volta rápida, mas quando resolve usar novamente o tempo de diferença entre um acionamento e outro é de 1min30s, neste tempo o piloto fica na pista, procura poupar os pneus e, portanto, anda mais lento. E foi essa diferença de ritmo que causou muitas reclamações durante a classificação de hoje. Porque aliado à questão do uso do push também está o excesso de carros, principalmente nos minutos finais na fase inicial do treino.

Esse congestionamento já havia acontecido em Interlagos, mas em menor escala, já que lá apenas seis dos 32 competidores decidiram usar o botão de ultrapassagem na classificação.

Alguns comentários interessantes:

Marcos Gomes:  “Esse sistema de classificação precisa ser revisto, porque vira uma tremenda confusão quando todos os carros entram na pista nos últimos minutos. Fui prejudicado pelo tráfego e fiquei no prejuízo. Cheguei a sacrificar algumas tentativas de abertura de volta para não atrapalhar os outros, mas nem todos agem assim. Do jeito que está, você atrapalha ou é atrapalhado. A divisão em grupos ou a tomada individual resolveria esse problema”, sugeriu.

Lico Kaesemodel: “Vinha na minha volta rápida e no ultimo trecho fui atrapalhado pelo carro 74, que estava muito lento na saída da curva. Foi uma pena, pois perdi três décimos com isso, o que me colocaria umas 10 posições a frente. Sempre entro na pista mais cedo, nessa etapa não quis ser referencia e errei na opção. Mas faz parte, agora terei de me virar largando no meio do pelotão”, disse Lico, que entrou na pista faltando nove minutos para o encerramento, quando cerca de 30 pilotos também entraram.

Ricardo Zonta: “Um carro na minha frente estava se preparando para abrir a volta no “S” de alta e não tive como desviar ou efetuar a ultrapassagem, pois ele não saiu do traçado e tive de diminuir a velocidade. Precisamos rever isso, pois os treinos serão complicados se ninguém tomar uma atitude”, queixou-se Zonta.

Galid Osman: “Foi bem complicado, porque todo mundo deixou para fazer as voltas nos minutos finais e a pista de Curitiba não é tão grande para os 32 carros da Stock Car fazendo voltas rápidas. Claro que é um problema que afetou todo mundo, mas no meu caso específico perdi justamente a volta boa do pneu e que usei o push-to-pass, senão daria para ficar no top-10”.

Cacá Bueno: “Fui atrapalhado na melhor volta do pneu e não consegui passar para o Q2, o que foi uma pena. Agora é fazer uma corrida de recuperação.”

Resta saber como será em pistas mais estreitas, como Velopark, e nos circuitos de rua, como Salvador e Ribeirão Preto.

Outra história
Durante a classificação de hoje, Thiago Camilo e Átila Abreu se envolveram em um incidente, em que Átila afirmou ter perdido sua melhor volta para evitar uma batida com Camilo, que depois que deixou Ricardo Mauricio no ‘S’ de alta voltou para trajetória, bloqueando Abreu.

Thiago se desculpou com Átila nos boxes, mas o piloto da AMG se sentiu prejudicado e entrou com protesto, mas a direção de prova considerou que Camilo não teve a intenção de prejudicar. Ainda assim, ambos conseguiram vaga no Q2.

Uma resposta para Push e o congestionamento

  1. flavio perillo disse:

    que é divido entre classificação e corrida. Só para correção amigos!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.