BBB-Truck


JULIANA TESSER [@JulianaTesser]
de Jacarepaguá

Uma das novidades da F-Truck na temporada de 2012 está no Pace Truck, caminhão que atua na sinalização aos pilotos no momento da largada e, sob orientação da direção de prova, faz as intervenções necessárias à corrida.

Neste ano, a condução do veículo ficará a cargo da modelo e ex-participante do Big Brother Brasil, Talula Pascoli. Em Jacarepaguá, onde acompanha a etapa deste domingo (1), a modelo conversou com o BloGP e contou sobre a experiência.

“Foi um convite de um empresário que eu já trabalho. Ele me perguntou se eu dirigia e aí me falou que tinha uma proposta para trabalhar como Pace Truck e eu falei: ‘Olha, dirigir carro, eu dirijo, mas caminhão eu nunca dirigi’. Mas ele falou quer era simples, que eu iria ter algumas aulas e que era tranquilo. Que a antiga Pace, a Mariana [Felício], nem carta tinha quando foi participar e aí ela teve que tirar rápido assim”, contou. “E aí foi assim. Eu vim uns quatro dias antes da competição e treinei bastante na pista, fiquei super segura, foi bem tranquilo. Na verdade, é muito simples dirigir caminhão, só muda a quantidade de marchas. É a mesma coisa de carro, a única diferença é que é um pouco mais alto e tem um pouquinho mais de marcha”, avaliou.

Talula se mostrou muito animada com a nova função e destacou que já sente a diferença ao guiar seu próprio carro.

“É uma função muito importante, que depende da gente. E tem a adrenalina mesmo, é muito gostoso. Eu estou fascinada, apaixonada. Fico sentindo falta”, afirmou. “Eu falo: ‘Ah, gente, que demora para chegar outra etapa! Aí quando eu saio daqui, que eu fico três dias com o caminhão, que eu chego e vou dirigir o meu carro eu falo: ‘Ai, que desempolgante dirigir um carro pequeno, não tem marcha! Esse carro não vai’. É muito bom, é muito bom. É uma delícia.”

Apesar de novata na categoria e na função, a modelo conta que já trabalhou em outros eventos automobilísticos, como a F1 e a Stock Car. “Eu era promotora de eventos, fiz aqueles guarda-chuvinhas da vida, trabalhei muito na F1. Antes de ser modelo eu trabalhava como promotora, então eu fiz Stock Car, fiz quase todos os eventos de automobilismo.”

Animada com a experiência, Talula não descarta deixar a passarela e se dedicar ao esporte a motor. “Não sei. Não pensei, porque também não surgiram propostas, mas quem sabe, né?”, afirmou, reconhecendo que se tiver um convite, aceita na hora “Eu vou, fácil. Adorei, eu adorei. É tranquilo, eu achei muito tranquilo. Eu gostei muito, achei bem bacana. E eu acho muito gostoso velocidade. Bom, eu falei até quando eu fechei: ‘Velocidade não é problema, eu estou sempre atrasada, correndo igual uma louca, só vai mudar das ruas para a pista’.”

”Mas foi muito bom assim. Foi muito bacana, eu estou apaixonada. Quem sabe, né. Se, de repente, surgir uma proposta eu não troco a profissão de modelo por piloto?”, encerrou.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.