Vai um carro aí?

Felipe Paranhos

Nesta terça-feira (30), ou seja, exatamente hoje, a A1GP faria seis anos. A A1 acabou, todos sabem, embora Tony Teixeira não tenha sido digno para escrever um comunicado de despedida. Na surdina, estão vendendo todo o equipamento e os direitos da categoria, caso algum ricaço se interesse. Mas é TODO o equipamento, mesmo.

Os vinte carros com chancela Ferrari, usados na última temporada da A1, estão no pacote à venda, junto com as peças sobressalentes, modelos em escala para túnel de vento e motores reserva. Caso o interesse seja em carros mais antigos, há também 14 carros da Lola, aqueles construídos em 2005 e utilizados nos três primeiros campeonatos. Estes carros, porém, estão sendo usados na AutoGP, a antiga F3000 Europeia.

Vão junto também tendas para as equipes, suportes e abrigos para pneus, além de cases e carrinhos para transporte das peças e monitores para o pitwall. Sem esquecer do safety-car e do carro médico, um Maserati Quattroporte Sport GT Semi-Auto 4 Door e uma Ferrari 599GTB Semi-Auto Coupe.

David Hampson, executivo do serviço de avaliação da GoIndustry DoveBid, empresa responsável pela avaliação e  pela venda dos ativos, explicou como podem ser feitas as propostas. “As ofertas estão sendo aceitas para o pacote completo dos ativos, incluindo os direitos de propriedade intelectual dos logotipos e marcas da categoria A1 GP.”

Caso você seja filho do Eike Batista ou tenha sido sorteado recentemente pela Mega-Sena, é só mandar email para [email protected]

Tags: , , , , ,

28 respostas para Vai um carro aí?

  1. Leandro disse:

    Estou querendo trazer estes carro pro Brasil e formar uma categoria escola acima da F3, será que dará certo? O BNDES poderia financiar, não?
    Abs.

    • Felipe Paranhos disse:

      Que eu saiba, o BNDES não financia ações esportivas.

    • Campos da Silva disse:

      Achei sensacional a sua iniciativa. Supondo que voce consiga, pergunto: onde eles vão correr e quem vai correr neles?

      Acima da F3 está a GP2 e supostamente a F2. Alguem viria para cá com esperanças de chaegar a F1 e a Indy?

  2. Eike B disse:

    Tô fora desta barca furada…

  3. Arnold disse:

    Eu ia comprar mas preferi investir nas empresas(X) do Aike Batista!!

  4. daniel disse:

    Porque a Petrobrás não compra para fazer uma categoria escola brasileira

  5. Diogo disse:

    Vamos fazer uma vaquinha e montar uma categoria de Fórmulas decente aqui no Brasil? A F-Renault acabou e os carros sumiram. A F-3 está mal das pernas há algum tempo. E essa categoria nova da Fiat usa carros mais fracos, no nível da F-Ford inglesa.

  6. Bruno Batista disse:

    Bem, acho que quem é filho de Eike Batista não compra a A1GP, se quiser brincar, compra a Scuderia Ferrari quiçá o circo inteiro, com os palhaços, leões e tartarugas inclusos e ainda transforma Alonso em chofer.

  7. messias disse:

    ME INCLUA FORA DESSA………É FRIA

  8. Marcelo Paiva disse:

    Alguém tinha que comprar, mas não pra fazer uma categoria escola. Deveria ser uma categria Formula de ponta. Uma alternativa a droga da Stock. Garanto que metade do grid da stock iria pra lá. Isso levantaria as categorias de base aqui no Brasil. O cara não precisa ir para o exterior para viver correndo de fórmula. Isso sim ia ser excelente! Po, os carros e motores já são da Ferrari. As corridas poderiam acontecer junto com a Formula Future e o Troféu linea durante o Racing Festival

  9. Eike Batista Jr. disse:

    Eu falei com o Papai mas, como não tive boas notas neste bimestre, ele não quis me dar o presente.
    UAAA!!!!!!!, snif! snif!
    Eu quero a A1, UAAA!!!!!!

  10. revelador disse:

    Se o Eike comprar vai ser a A1 GPX…

  11. Alain P. disse:

    Eu fiz alguns contatos e apresentei uma proposta que será analisada. Vocês tem alguma sugestão para rebatizarmos a categoria aqui no Brasil???

  12. Ricardo disse:

    Quem sabe o Lula não crie um PAC A1 e forme uma nova fórmula “como nunca antes na história desse país”, como escola de desenvolvimento de grandes pilotos do interior do Brasil ainda não descobertos, com uma a abertura do campeonato sendo no circuito intenacional de Guaranhuns, construído pelo DNIT e financiado com o dinheiro da Petrobrás, tendo a Dilma presente dando a primeira bandeirada. Claro que terá uma equipe do Timão e verba orçada para os próximos 8 anos de governo, fora o bolsa-piloto, que vai proporcionar condições financeiras aos pilotos humildes que precisam desse apoio do governo que é da massa.

  13. Racer-X disse:

    Infelizmente, meu pai, Pops Racer, não pode comprar…

    Portanto… COMPRA, EIKE!!!! ; )

    • Felipe Paranhos disse:

      Pô, se bem que… O Eike foi promotor dessa corrida tosca de lancha que batizaram de “F1 dos mares”. Bem que ele poderia comprar os troços da A1 mesmo, hein?

  14. Carlão disse:

    Duvido que alguem vai receber… Isso aí tá me cheirando malandragem…

  15. Jonny'O disse:

    Não compro porque é monomarca!

  16. Joao Ferreira disse:

    Alguém aí sabe o email do Eike Batista, pois propondo a idéia de ser comprado e correr no Brasil não é má idéia hein…assim voltamos a ter uma categoria de formula bem interessante…

  17. Macieira disse:

    Será que eles aceitam meu Corsa Hatch com ar e trava sem direção para parte do pagamento ? rs

  18. André disse:

    Realmente, melhor que aquela corridinha de barcos que ele financiou. A1GP RULEZ! -not

  19. Pezeta disse:

    Acho que nem precisa muito de usar tanta grana assim. Os eventos do Desafio das Estrelas mostraram que se pode fazer um campeonato de automotores modesto, divertido e barato(pro Eike).

    Se fizessem mais, seria mais legal que a stock car.

  20. Eike Baptista disse:

    Meu helicóptero me leva bem mais longe… pfff…

    Raios… até o do meu filho me leva mais longe…

  21. Verde disse:

    Só compraria se ao invés de 20 carros, fossem uns 70 ou 80.

    Aí eu colocaria países como Namíbia, Suazilândia, Malta, Samoa, Santa Lúcia e Quirguistão para correr em circuitos como Enna-Pergusa, Mosport e Macau.

    Mas como não dá pra fazer isso, vou colocar meus 800 milhões de dólares em alguma outra coisa. Na poupança Bamerindus, quem sabe.

  22. Alain P. disse:

    Bem que essa idéia do PAC A1 vem a calhar…

    Vou fazer uma proposta para a assessoria da Presidência. Podemos fazer uma PPP! rsrsrs

    Quem seria o narrador das corridas ( já que teríamos a Dilma para dar a bandeirada)???

    Eu voto no José Dirceu! rs

Deixe uma resposta para Eike Baptista Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.